jump to navigation

Verdadeira Espiritualidade – Prefácio Janeiro 30, 2010

Posted by David Costa in Verdadeira Espiritualidade.
trackback

“Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido” (I Coríntios 2:15).

O homem verdadeiramente espiritual está muito acima dos mais sábios filósofos deste mundo e mesmo muito acima da maioria dos crentes com os quais tem contacto, de tal forma que ele os pode compreender mas eles nunca o podem compreender totalmente.

Todos nós devemos anelar por ser verdadeiramente espirituais, mas o que é a verdadeira espiritualidade? É esta questão à qual procuraremos responder, através das Escrituras, e dividindo estas correctamente, de forma a compreender quais são os princípios de Deus para a dispensação em que vivemos.

Há muitos livros sobre este assunto, escritos por homens de Deus capazes. A razão para isto é bem simples. A Igreja professa tem -se baseado desde há tanto tempo na falsa premissa de que a presente dispensação começou no dia de Pentecostes com o derramamento do Espírito Santo. Por isso, a grande maioria dos livros escritos sobre espiritualidade leva os seus leitores de volta aos dias de Pentecostes para encontrar o padrão para a verdadeira espiritualidade. A maioria destes fazem-no necessariamente com reservas e restrições, visto que o derramamento do Espírito em Pentecostes foi acompanhado de línguas, curas e outras demonstrações miraculosas, juntamente com um modo de vida em que os crentes tinham tudo em comum e que é incompatível com o programa de Deus para hoje, tal como foi revelado ao Apóstolo Paulo.

Estamos certos de que a presente dispensação começou, não com Pedro e os onze em Pentecostes, mas com Paulo, ao qual o Senhor ressurrecto e glorificado revelou mais tarde a Sua vontade e o programa para os nossos dias. Por este motivo cremos também que a verdade sobre a operação do Espírito Santo hoje encontra-se nas epístolas de Paulo e noutras passagens que sejam compatíveis com elas. Esperamos e oramos para que este estudo e os seguintes sobre este assunto possam ser, pela graça de Deus, usados para levar muitos a uma experiência cristã sensata, equilibrada e verdadeiramente espiritual.

“Mas, como está escrito: ‘As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem são as que Deus preparou para os que O amam.’ Mas Deus no-las revelou pelo Seu Espírito…” (I Coríntios 2:9-10).

“Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus” (I Coríntios 2:12).

“… a inclinação [mente] do Espírito é vida e paz” (Romanos 8:6).

(por Cornelius Stam)

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: